"Un Solo Uruguay" critica o sistema político do Uruguai

Em 23 de janeiro de 2024, o movimento social "Un Solo Uruguay" (USU) comemorou o primeiro evento de 2018 em Mal Abrigo, San José, e prestou homenagem ao falecido engenheiro Andrés Camy, um de seus fundadores, que morava em Mal Abrigo.

Grandes mudanças na gestão governamental

Desde sua fundação em 2018, "Un Solo Uruguay" tornou-se um ator relevante no cenário político do país. Seu principal objetivo é representar e canalizar as preocupações de diferentes setores produtivos e sociais que sentem que suas vozes não são adequadamente ouvidas pelas autoridades.

A organização fez uma declaração forte por meio de seu porta-voz, que expressou seu descontentamento com o governo de Luis Lacalle Pou, enfatizando que "o país precisa de uma mudança real e profunda na gestão política". Ele também destacou que o sistema atual não responde às necessidades e aspirações dos uruguaios e que é fundamental que sejam tomadas medidas para o benefício de todos os cidadãos.

 

"Un Solo Uruguay" fez com que sua voz fosse ouvida e questionou o presidente, sua equipe de governo e o sistema político em geral. Eles pedem mudanças significativas na gestão do governo, maior transparência e medidas concretas para impulsionar a reativação econômica do país. As demandas dessa organização de cidadãos refletem a necessidade de um debate aberto e de ações concretas para enfrentar os desafios atuais e atender às aspirações da sociedade uruguaia.

Exigências de transparência e medidas para impulsionar a recuperação econômica

Entre as principais demandas de "Un Solo Uruguay" Entre elas estão a transparência na gestão pública, o combate à corrupção e a adoção de políticas que promovam o crescimento econômico sustentável. O movimento dos cidadãos deixou claro que espera respostas concretas das autoridades e que não tolerará mais promessas vazias.

Sobre a recuperação econômica, "Un Solo Uruguay" pede que sejam implementadas medidas eficazes para apoiar os setores produtivos e criar um ambiente propício ao investimento e ao desenvolvimento. Eles consideram essencial ter políticas claras que impulsionem a geração de empregos e promovam a competitividade em nível nacional e internacional.

Embora o Presidente Lacalle Pou tenha expressado sua disposição de ouvir as demandas dos uruguaios, a organização de cidadãos espera que essas palavras sejam traduzidas em ações concretas. Eles acreditam que chegou a hora de deixar de lado as divisões políticas e trabalhar juntos pelo país.

O tom do dia foi marcado pela insatisfação e críticas ao sistema político uruguaio. Continuamos na mesma linha dos governos anteriores, gastando mais, com um déficit fiscal significativo , um dólar passado que atinge fortemente essas agroexportações, turismo e comércio”, expressou Norberto Pereyra, porta-voz de USU.

Os produtores agrícolas, dirigentes sindicais rurais, empresários e trabalhadores, que se autoconvocam neste movimento, sustentam que a situação económica do país não conheceu melhorias substanciais desde as suas primeiras manifestações.

Na proclamação do evento, eles destacaram que o presidente Luis Lacalle Pou, a quem descrevem como "o funcionário mais importante que nós, uruguaios, temos", não tem estado à altura da tarefa de resolver os problemas estruturais que afetam o país há décadas. Eles também estenderam seu descontentamento à equipe do governo e ao sistema político como um todo, dizendo que a classe dominante não conseguiu responder efetivamente às necessidades da população.

A USU criticou a responsabilidade pela assinatura e reafirmação de acordos secretos por todas as administrações governamentais, de 1985 até o presente, com corporações estrangeiras, que, de acordo com o movimento, prejudicam a soberania e os interesses nacionais. Além disso, foi solicitada a intervenção governamental para evitar o domínio do mercado da indústria agroalimentar nacional, que a multinacional Minerva Global Foods está buscando com a compra da Mafrig de três frigoríficos uruguaios.

O movimento lembrou que "muitos dos principais participantes da atual coalizão governista em 2018 concordaram com nossa análise e aplaudiram nossas demandas". Entretanto, eles sugeriram que o exercício do poder e a luta para alcançá-lo distanciaram os detentores do poder das preocupações e necessidades reais dos cidadãos

Nesse contexto, "Un Solo Uruguay" instaram os uruguaios a não se limitarem a votar a cada cinco anos, mas a assumirem um papel ativo de controle cidadão. Eles pedem que seus compatriotas exijam resultados daqueles que estão no poder e não permitam que a luta pelo poder desconecte os líderes políticos das demandas reais da sociedade.

Abaixo, nossos leitores podem acessar o texto completo da proclamação por "Un Solo Uruguay"  que é exibido em 3D e somente em espanhol. O documento foi lido pelo professor  Serrana Correaque exercia sua profissão fora da capital do país, e pelo consultor de negócios Alejandro Gorostidi (foto).

Sala de imprensa
Sala de imprensa
Conta de gerenciamento de conteúdo.

Mais artigos do autor

Os avanços na irrigação têm um impacto positivo no norte do Uruguai

Na Colônia Osimani y Llerena, localizada no departamento de Salto, foi realizada na sexta-feira, 12 de...

SIAL Canadá: epicentro de alimentos para inovação e negócios

Montreal, Quebec, Canadá. O Palais des Congrès de Montréal está prestes a sediar uma das maiores...

O Censo Geral Agrícola retoma suas atividades

O Ministério da Pecuária, Agricultura e Pesca (MGAP), por meio do Departamento de Estatísticas Agrícolas (DIEA), tem...

Quinoa: o poder nutricional de um tesouro andino

A origem e as peculiaridades da quinoa :: Quinoa A quinoa, também conhecida como quinoa, é uma planta antiga com um...

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui

Anúncio
Anúncio

Publicações recentes

As bagas e seu valioso valor para a saúde e o bem-estar

As bagas são uma variedade maravilhosa de pequenas joias naturais que não apenas encantam nosso paladar com seu sabor delicioso, mas também com seu...

Os avanços na irrigação têm um impacto positivo no norte do Uruguai

Na Colônia Osimani y Llerena, localizada no departamento de Salto, foi realizado um dia transcendental para a agricultura na sexta-feira, 12 de abril....

Melhores práticas para manejo do solo

O solo é a base da agricultura e da segurança alimentar na América do Sul, uma região abençoada com uma grande diversidade de culturas e...

Portal Agroalimentario é uma mídia digital interativa e multiplataforma. É uma iniciativa privada inovadora de cooperação binacional e desenvolvimento tecnológico entre o Canadá e o Uruguai.

Vida rural e natureza

Parque da Batata: a joia do agroturismo no Peru

O agroturismo consiste em viagens recreativas para um ambiente rural, ou seja, visitar e conhecer as atividades de fazendas, vilarejos, propriedades rurais etc. ....

O Chile o convida a descobrir uma experiência popular de agroturismo

A rota do vinho O Chile é conhecido internacionalmente por ser um país produtor de vinhos com variedades de uvas de alta qualidade. A rota do vinho...

Trelew e sua proposta de agroturismo na Patagônia

Trelew é uma cidade localizada na província de Chubut, na Argentina, e é uma das localidades que foram incentivadas a promover a...

Mais populares

As bagas e seu valioso valor para a saúde e o bem-estar

As bagas são uma variedade maravilhosa de pequenas joias naturais que não apenas encantam nosso paladar com seu sabor delicioso, mas também com seu...

Agroinfluenciadores: do campo para as redes sociais

Agri-influenciadores Desde 2019 e 2020, a atividade agrícola vem criando um espaço para si mesma no mundo das redes sociais....

Aeronaves não tripuladas, suas diversas variantes e aplicações

Toda história tem um começo e, como toda grande tecnologia, ela tem suas raízes nas grandes potências mundiais. E, geralmente, o emprego militar é...

Seções

© 2024 Portal Agroalimentario - Todos os direitos reservados - Política de Privacidade | Ideia original e desenvolvimento: NCS-Americas Inc.